9.11.2006

(g) gugu dádá

foto: Francisco (aos "comandos" da sua primeira máquina, made in China)


este post é dedicado ao Gana


Quando sorri não deixa ninguém indiferente, os olhos brilham e ficam ainda maiores, duas enormes luas sem qualquer sombra de mácula ou mágua. O Miguel, empoleirado no alto dos seus 19 meses, domina como ninguém o gugu dádá, a verdadeira língua universal através da qual todos nós comunicámos um dia, uma lingua que pasme-se, nunca foi utilizada sequer para uma discussão estéril ou para uma troca de argumentos vazios. Ela serve apenas e estritamente para a sua função, comunicar sentimentos, vontades e desejos. E nós, adultos, de forma abusiva e completamente despropositada, não raras vezes procuramos tentar perceber no "vocabulário" do gugu dádá algumas das “nossas palavras”. Nada mais desnecessário, os adultos por natureza gostam de complicar.
Sei que mais dia menos dia o Miguel se vai aventurar pelo português, é inevitável. Mas confesso-vos que já estou cheio de saudades do gugu dádá e que só vou poder matar essas saudades um dia, quem sabe, se Deus me der a benção dos netos.




letra e música Filipe Gomes


o soninho já pesa nos olhos
e há um sonho que chama por ti
ó mamã vem contar-me uma estória
que eu nunca ouvi

pode ser a estória da princesa
pode ser a estória do dragão
ó mamã vem cá fica comigo
vai-te embora papão

deixa sempre uma luzinha acesa
para eu poder ver a dormir
ó meu bem dorme em paz que o papão
não torna a vir

4 comentários:

Marinhoto disse...

Meu caro Filipe, se eu não estivesse (já) habituado, dir-te-ia que tinha ficado 'admirado' com esta tua nova ‘entrada’!...
Mas, como já estou habituado aos teus brindes traduzidos em apontamentos incomuns, só posso dizer-te que senti uma imensíssima ternura ao ler este belíssimo texto, o qual quiseste decorar colocando-lhe, em rodapé, uma verdadeira 'cereja-feita-ternura' .

Oxalá o Miguel continue a falar o seu maravilhoso 'gugu dádá' e que, em breve, possa aventurar-se pelo nosso maravilhoso idioma!

E, para o Gana parabéns por ter sido contemplado com tão distinta dedicatória…

PaKaSan disse...

E tanto que se pode aprender se dermos ouvidos ao "gugu dadá" das crianças... :-)))

Morgaine disse...

Está lindooooooooo!!!!
bjsss

Zé Lérias disse...

Que o Miguel mantenha pela vida fora a alegria contagiante das crianças felizes!
Os pais e avós merecem.