3.24.2007

(s) Sporting

.


Aproveito este fim de semana de selecção nacional para falar do clube do meu coração e da minha razão, o SPORTING CLUBE DE PORTUGAL!
Falo neste blog dos prazeres, das paixões. O Sporting também é isso, um grande prazer e uma grande paixão. Um clube diferente que se assume também, não pela quantidade, mas pela qualidade dos seus adeptos e simpatizantes. Como este grande sportinguista (cujo nome também começa por "S") e que aqui deixo pela qualidade e pelo bom gosto com que sempre nos brinda. Viva o Sporting! Viva o Sérgio Godinho! Às vezes o amor...


2 comentários:

Zé Lérias disse...

SPORTINNNNNNNNNNNNNNNNG!
Um abraço

Marinhoto disse...

Meu caríssimo Filipe,
Há algum tempo já que não tenho comentado as tuas (sempre magníficas) entradas.
Tal não se deve a nada em especial, mas tão somente a uma certa falta de auto motivação de que venho enfermando... coisas!
Embora tenha já decorrido algum tempo desde que nos falaste do teu (nosso) Sporting, eu não deixo, mesmo assim, de comentar esta tua entrada.
De facto, ser sportinguista é um singular estado de espírito que, só muito dificilmente, poderá ser entendido por adeptos de outros clubes.
Também concordo contigo quanto dizes que o Sporting é “um clube diferente que se assume também, não pela quantidade, mas pela qualidade dos seus adeptos e simpatizantes”. Sem mais!
E é por isso que muitos dos simpatizantes de outros clubes se roem de inveja.
Podemos não sair vitoriosos em todos os encontros, podemos não ganhar todos os campeonatos, mas jamais perdemos o orgulho que só os ‘leões’ podem sentir pelo clube que lhes está na alma.

Falaste de um grande sportinguista – o Sérgio Godinho, pessoa que muito admiro e respeito também como ‘cantautor’, talvez o maior que temos no nosso país. Mas poderias falar de muitos e muitos mais. Alguns que, não tendo nem a notoriedade, nem as capacidades artísticas e criativas do Sérgio e, levando uma existência modesta mas digna, não deixam de patentear um orgulho muito especial por pertencerem a um clube que da dignidade faz o seu ponto de honra e, com ela, ilustra a sua própria história!...

Como diz, sempre, o meu amigo João Marques: à leão!...