2.22.2007

20 Anos Depois (23/02/1987)


Amanhã passam vinte anos sobre a morte de José Afonso. A RTP, serviço público de televisão, associa-se à homenagem e transmite esta madruga um debate sobre a sua vida e obra e o seu último concerto (no Coliseu), respectivamente às 00:35 horas e 01:25 horas. Em horário nobre a RTP transmite o concurso "Um Contra Todos" e a telenovela "Paixões Proibidas". O Zeca, um Grande Português, merecia bem mais! Em vinte anos mudou muita coisa, mas muito mais há a mudar, sobretudo no que à pequenez e à subserviência diz respeito. E tudo isto num tempo em que se puxa o lustre ao regime de Salazar e se apresenta o tirano ditador como um herói nacional. Continuamos por isso a ser um povo pequenino, com alguns Homens Grandes. Zeca Afonso é seguramente um deles. Viva o Zeca!

3 comentários:

Marinhoto disse...

Pois é Filipe, não posso estar mais de acordo contigo, em todos os aspectos que focas.
E sabes que acho muito curioso (já que nada me estranha nesta vida)que haja por aí muita gente que lambeu botas aos salazares deste nosso pobre país e que hoje enche a boca com o Zeca?
Conheci-o durante alguns dias no Hospital Termal das Caldas da Rainha onde ele e eu procurávamos alívios... Só tenho pena, muita pena, que a minha timidez não me tivesse permitido travar com ele uma relação mais profunda!... Reconheço que a culpa foi única e exclusivamente minha, já que o Zeca era a simplicidade em pessoa!
Eu era admirador da sua música que ouvia e que nos servia para ocultas tertúlias em casa de amigos.
Que inolvidáveis serões aqueles!
A cada verso das canções do Zeca (e de outros que é justo igualmente lembrarmos - José Mário Branco, Luís Cilia, Francisco Fanhais...) sentíamos crescer o ânimo e a certeza de que um dia o 'negrume da noite' daria lugar à aurora!
Eu não só direi VIVA o Zeca, mas direi também OBRIGADO Zeca!!

Anónimo disse...

O meu contacto com o Zeca foi no ano em foi lançado o single (Canta Camarada Canta)que foi venda feita
só por pessoas de confiança,vendi vários(na m. livra)a perder a cada
1#50,o que para altura era bastante
mas o amor a causa, Liberdade,era forte,lutava-se sem esatar a espera de lugarsinhos.

Zé Lérias disse...

Um abraço amigo.
Será que não vai sendo tempo de reactivarmos a esperança e dar mais luz à utopia?
É preciso, de novo avisar a malta.
Gostei do seu texto.
Toca nalgumas das muitas chagas que por certo o Zeca não gostaria de ver.
Um bom Domingo e até sempre.